Untitled Document
Adicionar aos favoritos Links Úteis ! Bíblia Online Catecismo Online  

Untitled Document

LOJA VIRTUAL


 

 

Tema: namoro, paquera, ficar, sair e amizade

 

Vamos analisar o namoro entre os animais, vegetais e humanos

 

Nas três esferas, podemos perceber que o namoro é necessário: algumas danças de acasalamento que são feitas entre pássaros e outros animais, por exemplo, o pavão, com a sua maneira dele abrir o leque da cauda para chamar atenção da sua fêmea, a maneira de secretar feromônios de alguns animais para dizer ao parceiro que está permitindo proximidade para um relacionamento. Tudo isso no reino animal é uma preparação, chamada de namoro, o que é importante e fundamental para fortalecer relacionamento.


O namoro não pode ir pulando fases. Precisa ser vivido fase a fase. Se no reino animal todos os animais fazem alguma dança ou alguma exibição ou eliminação de algum tipo de feromônio para estimular a proximidade de um relacionamento, também no reino vegetal o namoro pode ser dar na eliminação do pólen. Muitas plantas eliminam este pó, que se une a e ali há um relacionamento que, às vezes, muda até as pigmentações dos brotos e galhos que nascerão.
Mas nós queremos ficar dentro do âmbito homem e mulher. Os dois são complementares: um completa o outro. O homem é importante para mulher e vice versa. Infelizmente, a proximidade do homem e da mulher ficou banalizada, maliciosa, de uma forma que, quando homem se aproxima de uma mulher, há um interesse afetivo sexual e isso impede com que o homem absorva toda a delicadeza, sensibilidade, doçura, perspicácia e até os sentidos aguçados que a mulher tem e pode contribuir para melhorar o homem. Da mesma forma, a mulher, se vendo na mesma situação, perde a firmeza, equilíbrio razão.


Hoje o namoro tem queimado muitas fases. Os casais de namorados tem queimado muitas fases. O namoro é a fase do conhecimento, e os casais de  namorados preferem contato físico desde o primeiro instante e acham que cada vez que se encontram tendo uma relação sexual estão namorando, mas na verdade eles estão em uma fase que nem era para o namoro e a fase principal não esta acontecendo, ou seja, o conhecer o outro.


A infância tanto para o homem quanto para a mulher, é a fase do egocentrismo. Nesta fase, tanto o menino quanto a menina querem tudo para si, querem mais receber do que dar. Nesta fase da criança, há brigas entre os sexos opostos, não importando qual seja, pois isso não esta definido dentro deles. Se um interfere no espaço do outro, há desentendimento infantil.

Quando essa criança entra na adolescência, seu físico vai mudando. E quando começa essa mudança, o menino tem a percepção do seu corpo, os braços se tornam fortes, a menina percebe que sua silhueta esta se definindo, e aí começam os primeiro sinais de atração.

Começa-se a perceber a diferença no sexo oposto que não era percebida na criança e, com essa diferença, cessa a rivalidade entre eles e começa como no reino animal e vegetal o querer chamar a atenção. Na adolescência, portanto, a menina tem sua primeira menstruação e o rapaz começa a ter suas primeiras experiências de ejaculação. Os hormônios começam a borbulhar, tanto nas meninas quanto nos meninos e, com tudo isso, cresce a procura pelo sexo oposto. Ambos desejam um namoro.


Os elementos e a atração


No homem: força, virilidade do rapaz, jeito de andar, homem tem que ser homem, vestir, calçar, ser forte, destaque nos esporte e nas atividade que exigem resistância física.
Mulher: tipo físico, cabelo, roupas, forma de se maquiar, alguns excessos de sensualidade.
E a sociedade percebendo esses elementos de atração em ambos, começa a pressionar os adolescentes, por isso é comum quando dois adolescentes estão conversando, um adulto falar que eles estão namorando. Isso é uma pressão da sociedade que já começa a ser exercida sobre esse adolescente e talvez seja até um trabalhar natural da natureza que essa pressão exista e desperte para atração e assim, pela pressão, eles começam s sentir vontade de fazer a experiência do namoro.


Antes de iniciar o namoro há um período de paquera ou gamação


Esse período é  quando eles se observam, não é só na adolescência e sim por toda a vida. Observamos que o outro tem coisas que nos interessam, atraem. Procuramos nos aproximar, criar dialogo e começamos a ver que temos coisas em comum.Se é um casal que quer viver relacionamento cristão, quando percebe que há afinidade de ambas as partes, precisa passar por um período de oração, no qual os dois vão orar e vão escutar Deus para ver se é da vontade de Deus ou não. É importante nesse período procurarem pessoas maduras na fé para ajudar no discernimento. Essa orientação é muito importante e, claro, é importante nunca esconder dos pais, porque eles são os melhores amigos.


Erros que não podem acontecer nesse período: ficar por ficar, só sair por sair. Isso não  é bom, porque o ser humano não é praça de degustação. O ser humano não é para ser degustado, mas para ser amado, respeitado. Não posso experimentar e ir embora. Tem de haver a responsabilidade de se assumir no relacionamento.


Amizade


É algo muito importante entre pessoas do mesmo sexo e do sexo oposto. É importante termos em nossa vida profundas amizades naturais. Procure grupos de amigos, amar todos, não ter partidos, brigas ou panelinhas. Às vezes a pessoa acha que ela está precisando namorar, mas na verdade precisa de um carinho afetivo, segurar na mão, dar um abraço, às vezes colocar a cabeça no colo, desabafar e só se faz isso com um verdadeiro amigo. Isso às vezes é o suficiente para aquelas pessoas. Não precisa ter beijos, abraços, envolvimento sexual. Essa verdadeira amizade precisa ser cultivada, com equilíbrio e discernimento. Às vezes um abraço, um gesto carinhoso, um pegar na mão, é o que a pessoa precisa e, por não encontrar um amigo, ela acha que precisa namorar e às vezes o namoro que ela vai encontrar não é namoro, mas sim relações sexuais ativas.


Hoje em 70% ou mais dos relacionamentos afetivos, relacionamentos sexuais iniciados antes da hora, na verdade, a pessoa está procurando amizade. Quem não precisa de alguém para se abrir, compartilhar segredos, alguém para dizer “reze por mim”?


A amizade tem que ser cuidada para que não seja estragada pela carência. Não deixe a carência estragar ou confundir a amizade. Trabalhe isso. Às vezes esta ou aquela amizade mais gostosa e a pessoa vai levando para o lado da carência e estraga a amizade. A amizade tem que ser bela, casta (de castidade) e desinteressada. Eu não posso me aproximar do outro com fins de amizade querendo outras coisas com segundas intenções.


                                                            Serginho Blue

 

 

 

 

 
Missão Fidelidade e Vida

Includi - Sistema de Gestão Empresarial Online - ERP Online

"A Cruz sagrada seja minha Luz, Não seja o Dragão meu guia, Retira-te Satanás, Nunca me aconselhes coisas vãs, É mal o que tu me ofereces, Bebe tu mesmo do teu veneno. São Bento Rogai por nós. "

Missão Fidelidade e Vida - Mococa - São Paulo